testededrogas.com
historias
historias
historias
Acreditamos que a publicação de histórias reais, brasileiras, podem ser muito elucidativas na decisão de se utilizar o PDT90 (Personal Drug Test 90 days). Por isso, em nosso compromisso com a verdade, disponibilizamos a todos nossos clientes uma senha para que eles possam publicar automaticamente suas experiências e impressões a respeito de sua história e de nossos serviços em nosso site.

frase
Heroína de alta qualidade está sendo produzida na América do sul desde os anos 90
frase
frase
INDIQUE ESTE SITE
Seu Nome
(preferencialmente completo)
Nome do amigo
e-mail do amigo
frase

frase
ACOMPANHAMENTO DO TESTE
Código ou e-mail do pedido
Para acompanhar o andamento de seu teste, desde o pedido até o resultado, insira o código de seu pedido ou seu e-mail.
Para ver um exemplo da tela de acompanhamento clique aqui
frase


frase

frase


frase

frase


frase

frase
frase
Heroína de alta qualidade está sendo produzida na América do sul desde os anos 90
frase


Responsabilidade Social
Nossa empresa colabora regularmente no mantenimento das seguintes instituições filantrópicas:

F.A.CE

Bom dia a todos, estou escrevendo para passar minha experiência como dependente e até questionar a atitude de parentes baseada no que funcionou para mim. Para os pais ter esta informação: "meu filho usa drogas, o que eu faço?". É complicado, pois o dependente passa por estágios durante seu uso, no começo para mim, quando descobri a droga ela se tornou a coisa mais importante na minha vida, foi a fase da euforia, e ninguem tiraria ela de mim, nesta fase as ameaças não funcionaram pois eu mentia, enganava, manipulava e brigaria com o mundo se alguém quisesse tirar ela de mim.

Chegou então a segunda fase, onde emocionalmente ela havia me destruído e eu incoerentemente buscava ainda salvação nela, uma fase de muito sofrimento onde cheguei por vezes usar chorando, onde a culpa, o fracasso a depressão atacam a gente e no fundo sabemos que está tudo errado. Foi apenas nesta fase que aceitei ajuda. Uma internação de um ano. Hoje sei que a razão de tudo vem de uma estrutura familiar, descobrir as reais causas que me levaram as drogas, o porque dessa necessidade de se anestesiar para não sentir. Sou mãe hoje, faço este exame por determinação judicial, mas não quero usar pois mudei minha maneira de pensar e coloquei objetivos em minha vida. E quanto aos meus filhos quero desde já mostrar a eles que tem uma amiga em casa, passar bons princípios (pois uma hora eles pesam), falar sobre as drogas e se um dia acontecer de um usar, sei que as ameaças devem ser cumpridas, não só faladas, pois o respaldo de um usuário é saber que sua família não o abandona e nisso ele acaba abusando. Colocar um filho na rua não é fácil, mas as vezes é necessário para salvá-lo. Não somos sem-vergonhas , somos doentes, doentes físicos e na minha opinião doentes emocionais.

-----

Nota da Psychemedics Brasil: O exame que a depoente realiza é o RIAH, que é o mesmo exame oferecido neste site com a diferença que é realizado com cadeia de custódia, ou seja colhido com a presença de testemunhas a fim de gerar um documento com valor legal. O exame oferecido neste site é sem nenhuma identificação e, portanto, apenas para fins familiares ou de apoio terapêutico. Maiores informações a respeito de exames com cadeia de custódia podem ser solicitados em: email@psychemedics.com.br






testededrogas.com.br - Psychemedics Brasil - Fone: 3003-1166 (sem o DDD, número nacional)